ACESSE

Anac autoriza empresa a testar entrega de produtos com drones

Telegram

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) emitiu o primeiro certificado para uma empresa usar drones para fazer entregas. A companhia Speedbird está autorizada a testar o serviço até agosto de 2021, em voos chamados de BVLOS, quando o piloto não tem contato visual com o drone.

Com isso, diz a Anac, o Brasil fica mais próximo de poder usar esses equipamentos no comércio eletrônico ou na entrega de comida, por exemplo.

Pelo certificado anunciado hoje pela Agência, o drone usado será do modelo DLV-1, que pesa nove quilos e pode transportar produtos de até dois quilos. O equipamento alcança até 32 km/h e pode ser operado de até 2,5 km de distância.

O processo de certificação da Speedbird foi conduzido pela empresa AL Drones, especializada em projetos do tipo.

Segundo a Anac, equipamentos já vinham sendo testados para uso em serviços de entregas há cerca de três anos, quando foram publicadas as primeiras normas sobre o serviço. Mas, com a emissão do certificado (chamado Certificado de Autorização de Voo Experimental, ou Cave), “a exploração do equipamento para novas atividades está cada vez mais próxima”.

O processo de certificação da empresa começou em maio do ano passado, quando a companhia apresentou o projeto à Anac pela primeira vez. O primeiro teste prático aconteceu em janeiro deste ano. O último, mês passado.

Leia mais: Exclusivo: a imprensa livre na mira

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 7 comentários