Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Anastasia a um passo do PSD

Antonio Anastasia está mesmo de malas prontas para o PSD de Gilberto Kassab.

As conversas entre o senador e o presidente do seu muito provável futuro partido começaram há meses, mas a pressão da cúpula tucana para não perder Anastasia é enorme.

Publicamente, Anastasia ainda nega a iminente mudança, mas, nos bastidores, trata a troca como “forte tendência”. Interlocutores garantem que ele já decidiu e deve oficializar a filiação ao PSD em fevereiro.

Apesar da proximidade de Aécio Neves — ainda que já tenha sido muito mais –, Anastasia nunca engoliu a postura do partido, ao qual é filiado há 15 anos, no episódio da delação da JBS.

Para aumentar a insatisfação, o PSDB insiste em lançar candidato a prefeito de Belo Horizonte neste ano, enquanto ele defende o apoio à reeleição de Alexandre Kalil, que pulou do PHS para o PSD no ano passado.

Anastasia é amigo pessoal de Kalil. Nas eleições de 2016, ele já havia sido vencido dentro do partido, que optou por candidatura própria à Prefeitura da capital mineira.

O ex-governador, que tentou sem sucesso voltar ao comando do estado em 2018, mantém bom relacionamento com os caciques tucanos nacionais Fernando Henrique Cardoso, Geraldo Alckmin, José Serra e João Doria, mas a conjuntura local em ano eleitoral será decisiva para a sua escolha.

A O Antagonista, Kassab confirmou o avanço das conversas, mas disse que “o tempo é dele [Anastasia]” e que não há pressão por parte da legenda.

O presidente do PSD em Minas, senador Carlos Viana, já comemora a chegada de Anastasia, que, segundo ele, “será importante para o crescimento do partido, porque vários prefeitos devem acompanhá-lo nessa mudança”.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO