Anastasia: “Dilma foi irresponsável”

O próprio José Eduardo Cardozo, hoje advogado de Dilma Rousseff na comissão especial do impeachment no Senado, já atestou a intervenção decisória da petista na postergação de pagamentos aos bancos públicos.

Antonio Anastasia, no relatório cujo resumo está sendo lido por ele neste momento, recorda de uma coletiva acerca do julgamento do TCU que apontara, no ano passado, a ilegalidade das pedaladas fiscais. Na ocasião, o então ministro da Justiça – ele mesmo, JEC – informa que tinha conversado com a presidente sobre o tema, tendo sido orientado por ela a “esclarecer os fatos”.

“O que se constata, portanto, é que a acusada foi irresponsável não apenas na omissão quanto ao seu dever de coibir essas graves irregularidades, mas também na adoção de providências de sua competência exclusiva e na direção superior da Administração Federal. A Presidente da República era a pessoa em toda a cadeia administrativa que detinha o poder definitivo de mudar a rota da ação lesiva, mas não o fez. Registre-se que em nenhum momento negou a acusada ter conhecimento da existência dos passivos bilionários acumulados pelo Tesouro em face dos bancos públicos e do FGTS.”

O Antagonista achou esse momento citado por Anastasia, em 17 de abril de 2015:

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200