O “amigo” salvou Romário?

A conta de Romário, segundo a Veja, estava no banco BSI.

O BSI foi comprado por André Esteves.

O advogado de Nestor Cerveró disse a Delcídio Amaral que “teu amigo que comprou o banco” ajudou a inocentar Romário e, com isso, garantir seu apoio à candidatura de Pedro Paulo.