Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Com indicação ao STF ameaçada pelas bravatas de Bolsonaro, Mendonça vai rodar o Brasil

O indicado pelo presidente da República a uma vaga no Supremo Tribunal Federal irá ao encontro de senadores nos estados durante o recesso parlamentar
Com indicação ao STF ameaçada pelas bravatas de Bolsonaro, Mendonça vai rodar o Brasil
Foto: Daniel Estevão/AscomAGU

O Antagonista confirmou que André Mendonça vai aproveitar o recesso do Congresso para ir ao encontro de senadores nos estados.

No último dia 13, o “terrivelmente evangélico” foi oficialmente indicado por Jair Bolsonaro à vaga aberta no STF com a aposentadoria de Marco Aurélio Mello.

Mendonça, muito provavelmente em agosto, passará por sabatina e terá sua indicação analisada no Senado — na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e em plenário.

Já há algumas semanas, como temos noticiado, o atual advogado-geral da União — que tirou férias para viajar o Brasil — vem conversando com senadores. O humor nos bastidores tem mudado muito, mas ninguém acha que a resistência, pelo menos até aqui, será capaz de fazer com que Mendonça seja rejeitado.

São Luís está na agenda do indicado ao STF, para possível encontro com os senadores Roberto Rocha (PSDB), Weverton (PDT) e Eliziane Gama (Cidadania).

Mendonça também se planejou para ir a Goiânia, mas ouviu de um senador por Goiás que é melhor “garantir apoio em outros estados”Vanderlan Cardoso (PSD) é apoio certo; Jorge Kajuru (Podemos) já anunciou que votará contra; Luiz do Carmo (MDB) ainda não se manifestou.

O atual AGU e ex-ministro da Justiça e da Segurança Pública de Bolsonaro foi alertado de que o comportamento recente do presidente tem criado dificuldades para a sua indicação. Como registramos há pouco, fala-se nos bastidores de Brasília que a análise da indicação ao STF poderá servir para que senadores possam, pelo menos, “dar um susto” no Planalto.

Mais notícias
TOPO