ANP colocou sigilo em parte da agenda de políticas para o setor

ANP colocou sigilo em parte da agenda de políticas para o setor
Foto: Agência Brasil

Em meio ao desgaste provocado pela saída antecipada do diretor-geral Décio Oddone, a Agência Nacional de Petróleo terá que esclarecer uma decisão tomada pela Diretoria Colegiada que  colocou em sigilo parte da Agenda Regulatória, passando a tarjar trechos do documento que indica as ações regulatórias que a agência pretende enfrentar neste ano.

Com a nova metodologia, o documento traz o tema geral, mas não permite avançar em como será a abordagem específica de determinada política. A Secretaria Nacional do Consumidor, do Ministério da Justiça, enviou um ofício pedindo explicações de qual foi a motivação para a suspensão parcial da agenda e quais serão próximas ações da Agência quanto aos itens que foram suspensos.

“Como sabemos, a Agenda Regulatória da ANP representa um importante instrumento de planejamento e transparência das ações regulatórias que a Agência pretende realizar a cada biênio, pois permite um acompanhamento por toda sociedade, inclusive dos órgãos de defesa dos consumidores, das discussões dos temas considerados prioritários pela instituição”, escreveu o secretário nacional do consumidor”, escreveu o secretário Nacional do Consumidor, Luciano Timm.

Em nota, a ANP informou que, “na reunião de 19/12/19 , o diretor Felipe Kury alertou a Diretoria Colegiada, que na agenda regulatória, que foi publicada no site da ANP ( aprovada na reunião anterior ), continha , por um lapso, alguns equívocos nas informações sobre as resoluções e seus artigos. As tarjas foram colocadas para evitar que as inconsistências causassem confusão no mercado. Nenhuma parte da Agenda Regulatória será colocada sob sigilo”.

Carluxo vai levar? Saiba mais
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 8 comentários
TOPO