Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"ANS foi omissa no caso da Prevent Senior", diz ex-diretora da agência

Maria Stella Gregori afirmou, em entrevista, que é necessário entender por que a agência reguladora não agiu diante das denúncias
“ANS foi omissa no caso da Prevent Senior”, diz ex-diretora da agência
Foto: Divulgação

A ex-diretora de fiscalização da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) Maria Stella Gregori afirmou que a atual diretoria da entidade foi omissa diante das denúncias acumuladas contra a Prevent Senior.

Ex-funcionários fizeram um dossiê acusando a empresa de realizar experimentos com medicamentos sem eficácia comprovada contra a Covid sem consentimento de pacientes.

A ANS só fez a primeira apuração na sede da Prevent Senior, em São Paulo, no último dia 17, depois que o caso veio à tona.

“A ANS tinha instrumentos para observar o que estava acontecendo na Prevent Senior desde o ano passado. Tem de entender por que ela não fez isso. Pelo que a gente sabe, a ANS começou a tomar providências só depois que a CPI da Pandemia e a imprensa começaram a pressioná-la”, disse Maria Stella ao Metrópoles.

A ex-diretora citou ainda os casos das operadoras de planos de saúde Hapvida e Grupo São Francisco e afirmou que é preciso entender por que a ANS não agiu.

“A ANS foi omissa, no meu entender, porque é agência reguladora e fiscalizadora. Tem competência, sim, para analisar as acusações feitas contra a Prevent Senior e outras operadoras, como a Hapvida e o Grupo São Francisco. […] Tem de entender por que ela não fez isso. Estou muito assustada de ter visto a inércia da ANS até este momento. A agência tem de ser célere, porque já são quase 600 mil vidas perdidas.”

Mais notícias
TOPO