Antonio Bernardo delata

Marcelo Bretas homologou um acordo com Antonio Bernardo, dono da joalheria que fornecia joias para lavar a propina de Sérgio Cabral e Adriana Ancelmo.

Diz O Globo:

“Depois da H. Stern, outra joalheria envolvida no esquema do ex-governador Sérgio Cabral vai contar o que sabe. Antonio Bernardo, dono da rede que leva seu nome, e sua irmã, Vera Herrmann, assinaram acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF) e se comprometeram a pagar R$ 10,6 milhões em multa e a prestar serviços comunitários pelo período de dois anos.”

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

  1. Ler mais 9 comentários
      1. No mínimo vai fazer uma delação unidirecional, pois se ele delatar todos que compram via caixa 2, a empresa vai a falência.
        Essa é a triste realidade brasileira: “Todos fazem, todos sabem e o Estado pouco faz para impedir a realização de práticas ilícitas”.

      1. ELES SÃO BANDIDOS!!! CADEIA P/ TODOS DA ANTONIO BERNARDO E DA H. STERN QUE, FAZEM PARTE DA ORCRIM. ELES NÃO SÃO ARTISTAS, SÃO BANDIDOS

      2. Não deixou de ser um grande artista, e a delação + penalidades pecuniárias decididas por um juíz redimem seu erro.
        Temos que ser justos e não vingativos. A diferença entre os dois é reconhecer que a dívida com a sociedade foi paga após o cumprimento da pena.

      3. Ele é um artista. Da mais alta qualidade. Infelizmente enveredou por esse caminho. Não consigo mais nem ver suas vitrines (que são geniais também, verdadeiras obras de arte, puro design). É uma pena, mas sejamos justos.