Anvisa devolve documentos da Sputnik V por não apresentarem requisitos mínimos

Anvisa devolve documentos da Sputnik V por não apresentarem requisitos mínimos
Foto: Sputnik/Vladimir Pesnya

A Anvisa informou na noite deste sábado que os documentos entregues pela farmacêutica brasileira União Química para a aprovação do uso emergencial da Sputnik V foram devolvidos por não apresentarem “requisitos mínimos”.

De acordo com a agência reguladora, é necessário que os estudos clínicos da fase 3 da vacina russa estejam em andamento, e não apenas autorizados pela Anvisa.

Um pedido de autorização de uso emergencial para a Anvisa deve incluir estratégias que serão implementadas pela requerente de forma a garantir que os ensaios clínicos em andamento da vacina sejam capazes de avaliar a segurança e a eficácia a longo prazo“, disse a Anvisa em nota.

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que não tem medo de apontar os verdadeiros culpados pelas mazelas brasileiras.
Mais notícias
TOPO