Anvisa diz que 'não recebeu' pedido de registro de vacina russa

Anvisa diz que não recebeu pedido de registro de vacina russa
Foto: Reprodução/EBC

A Anvisa comunicou há pouco, em nota, que não recebeu nenhum pedido de registro da vacina Sputnik V, desenvolvida na Rússia.

O comunicado foi enviado horas após o Fundo de Investimento Direto da Rússia (RDIF) anunciar que havia encaminhado à Anvisa os documentos preliminares para registrar o imunizante.

 

Segundo a agência, o laboratório União Química enviou apenas um e-mail comunicando a apresentação de documentos prévios.

“Em seu comunicado, o laboratório esclarece que os detalhes para a pesquisa clínica de fase 3 da Sputnik V ainda serão apresentados em data que depende do laboratório. As informações enviadas não são um pedido formal de autorização para a pesquisa e não são suficientes para a autorização da Anvisa.”

A Anvisa ainda informou que, na prática, nem mesmo a pesquisa sobre a eficácia da vacina foi autorizada no Brasil.

“A Anvisa tem mantido canal aberto com todas as instituições envolvidas no desenvolvimento de vacinas e medicamentos contra a Covid-19. A documentação recebida nesta quinta é parte desta estratégia, mas ainda são documentos prévios e não se trata de pedido de autorização para realizar os estudos em fase 3 (com testes em humanos) ou o pedido de registro.”

Leia mais: Quem acredita em “vacina do Doria” ou “vacina do Bolsonaro” precisa abrir os olhos.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 4 comentários
TOPO