Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Anvisa envia ofício a Polícia Federal sobre vacinação clandestina

Anvisa envia ofício a Polícia Federal sobre vacinação clandestina
Reprodução/via O Tempo

A Anvisa informou nesta quinta (25) ter enviado ofício à Polícia Federal para investigação de importação de vacinas no Brasil por pessoa física, que é proibida.

“A Anvisa informa que todas as vacinas contra Covid-19 que ingressaram legalmente no país, para fins de imunização, tinham como destino o Sistema Único de Saúde (SUS). Cumpre ressaltar que, por força da RDC 479/2021, é proibida a importação de vacinas por pessoa física no Brasil”, diz nota da agência.

O ofício à PF foi enviado depois de a revista Piauí revelar, ontem (24), que empresários e políticos mineiros se vacinaram clandestinamente, supostamente com a vacina da Pfizer, que ainda não é distribuída pelo SUS.

Um dos vacinados foi o ex-senador Clésio Andrade, que admitiu à revista ter sido vacinado fora do SUS.

Hoje, o Estadão publicou um vídeo que mostra uma vacinação em uma garagem de Belo Horizonte. Segundo o jornal O Tempo, o vídeo foi gravado na noite de terça (23).

A agência também começou  seu próprio “dossiê de investigação”, para verificar possíveis infrações sanitárias.

O MPF em Minas Gerais já abriu investigação sobre o episódio.

Leia mais: Enquanto dezenas de países do mundo já iniciaram a vacinação contra a Covid-19, o Brasil patina entre duas vacinas.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO