Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Anvisa: não há relatos de inflamação cardíaca em vacinados com Pfizer no Brasil

"O risco de ocorrência desses eventos adversos é baixo", informou a agência
Anvisa: não há relatos de inflamação cardíaca em vacinados com Pfizer no Brasil
Foto: Myke Sena/ MS

A Anvisa publicou nota nesta sexta (9) informando que “até o momento” não há relatos de complicações de inflamação cardíaca em pessoas que receberam a vacina da Pfizer no Brasil.

“A Anvisa informa que os Estados Unido relataram a ocorrência de casos de miocardite (inflamação do músculo cardíaco) e de pericardite (inflamação do tecido que envolve o coração) após a vacinação contra Covid-19 com imunizantes de plataforma de RNA mensageiro (RNAm), como as vacinas da Pfizer e da Moderna”, diz nota da agência.

Dessas duas, apenas a da Pfizer tem registro no Brasil. A vacina da Moderna não é aplicada por aqui.

“Uma análise da agência reguladora norte-americana (Food and Drug Administration – FDA) sugere que há riscos aumentados para a ocorrência de miocardite e pericardite, particularmente após a aplicação da segunda dose das vacinas. Os sintomas – dor no peito, falta de ar, palpitações ou alterações de batimentos cardíacos – surgem alguns dias após a vacinação”, acrescentou a Anvisa.

“A Agência esclarece que o risco de ocorrência desses eventos adversos é baixo, mas recomenda aos profissionais de saúde que fiquem atentos e perguntem às pessoas que apresentarem sintomas se elas foram vacinadas, especialmente com a vacina da Pfizer.

Portanto, a Anvisa orienta aos vacinados com o imunizante da Pfizer que procurem atendimento médico imediato se tiverem sintomas como dor no peito, falta de ar e palpitações. Além disso, orienta os profissionais de saúde e os cidadãos a notificarem imediatamente casos suspeitos à Agência”.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO