Anvisa não vai mudar, mas ministro da Saúde assina contrato milionário com PO

A Anvisa não vai para a garagem do prédio de Paulo Octavio, como noticiamos há pouco.

No entanto, o mais novo edifício do empresário e ex-vice-governador, filiado ao mesmo PP do ministro da Saúde, Ricardo Barros, abrigará quatro unidades da pasta.

O contrato do aluguel, assinado ontem, terá um custo total de 48,5 milhões por ano.

O ministério diz que a mudança para o o edifício de PO, como é conhecido na capital federal, resultarão numa economia de 13 milhões de reais anuais.

“A medida reduzirá os custos atuais de R$ 61,5 milhões para R$ 48,45 milhões, uma economia anual de 19%”, diz nota oficial.

“Anvisa não mudará agora”, reforça o texto — claro, como revelamos na semana passada com exclusividade, a Administração Regional de Brasília negou a instalação de arquivos da agência reguladora no subsolo do prédio.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200