Ao criticar governadores, Bolsonaro desconsiderou recursos obrigatórios

Ao criticar governadores, Bolsonaro desconsiderou recursos obrigatórios
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Dos recursos que Jair Bolsonaro diz ter entregue aos estados, 30% se referem a repasses obrigatórios ou benefícios já existentes. A crítica aos governadores foi feita no último domingo (28), pelo Twitter.

Segundo a Folha, a proporção dos repasses que “não têm relação com a pandemia é ainda maior e pode chegar a 58%”.

Os valores divulgados pelo presidente, irritou os gestores regionais que pressionaram seus secretários a emitirem um documento no qual cobram medidas concretas do governo federal contra a pandemia.

Leia mais: A causa desse desgoverno é política, como mostra a Crusoé desta semana.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO