Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ao desmentir Bolsonaro sem dar detalhes, TCU favorece a desinformação na pandemia

O Antagonista apurou que a área técnica do tribunal chegou a preparar duas longas notas de resposta durante o dia, antes de divulgar o texto de um parágrafo
Ao desmentir Bolsonaro sem dar detalhes, TCU favorece a desinformação na pandemia
Foto: Divulgação/TCU

O ministro Benjamin Zymler é o relator no Tribunal de Contas da União (TCU) de assuntos relacionados à pandemia da Covid.

Assim que soube que Jair Bolsonaro havia dito, em conversa com apoiadores na manhã de hoje, que um relatório do TCU mostraria que metade das mortes por Covid registradas no ano passado tiveram outras causas, o ministro entrou em contato com os colegas e disse que não era verdade.

O Antagonista apurou que a área técnica do TCU chegou a preparar duas notas de respostas durante o dia, mas o tribunal de contas acabou decidindo divulgar, no fim da tarde, um texto somente desmentindo a informação do presidente, sem dar detalhes.

Em uma das versões que foram descartadas, a nota não só desmentia o presidente, como afirmava que, ao contrário do que Bolsonaro dissera, os dados do TCU confirmam os números oficiais da pandemia. O texto ainda sugeria que o presidente da República havia se apegado a suposições e, assim, distorcido informações. A área técnica reforçava também que o assunto em questão não havia sido levado ao plenário do tribunal de contas.

Ao tomar a decisão de divulgar somente uma nota curta e chocha, o TCU não esclarece nada, na verdade, e ainda deixa brecha para que Bolsonaro insista em suas desinformações em um momento tão delicado da pandemia.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO