Ao lado de Wassef, Flávio se diz satisfeito após 'dois anos de massacre'

Ao lado de Wassef, Flávio se diz satisfeito após dois anos de massacre
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Para a surpresa de ninguém, Flávio Bolsonaro ficou muito contente com a decisão do STJ que anulou, nesta terça-feira (23), a quebra de seus sigilos bancário e fiscal determinada pela Justiça do Rio na investigação do escândalo da rachadinha na Alerj.

O filho 01 de Jair Bolsonaro falou à Folha pela internet, de um hotel em Brasília, ao lado do advogado Frederick Wassef, dono da casa em Atibaia onde Fabrício Queiroz foi encontrado. Wassef  é o autor do habeas corpus julgado hoje pelo STJ.

“Depois de dois anos de massacre, fico satisfeito”, afirmou o senador sobre o julgamento. Wassef, por sua vez, declarou: “Por consequência óbvia, aquela denúncia [das rachadinhas] não vai subsistir. Ela foi toda baseada em provas nulas e ilegais”.

Os ministros do STJ foram mesmo exemplares, à altura dos do STF.

Leia mais: Crusoé revela com exclusividade como o diretor-geral da ABIN, Alexandre Ramagem, enviava por WhatsApp para Flavio Bolsonaro os relatórios produzidos clandestinamente para orientar sua defesa no caso da rachadinha.
Mais notícias
TOPO