Apadrinhado do PMDB, ministro do STJ cumpre seu papel

O ministro do STJ Ribeiro Dantas votou agorinha pela libertação de Otávio de Azevedo, da Andrade Gutierrez. O julgamento do habeas corpus foi interrompido por providencial pedido do ministro Félix Fischer, o único da turma que não foi indicado pelo atual governo PT-PMDB.

Indicado pelo PMDB de Renan Calheiros, com apoio do ex-ministro Cesar Asfor Rocha, Dantas cumpre descaradamente seu papel. Na semana passada, ele também votou a favor do HC do publicitário Ricardo Hoffmann e tem na gaveta outro HC de Marcelo Odebrecht.

Faça o primeiro comentário