Apenas 4%

Das 128 vezes em que o Conselho de Ética da Câmara foi acionado, em apenas 6 ocasiões, ou 4% dos processos, os parlamentares tiveram a cassação do mandato confirmada pelo plenário.

A baixa eficiência contrasta com o interesse em se colocar panos quentes nas crises. De acordo com o G1, 46% do processos foram arquivados sem qualquer tramitação. Outros 31% receberam parecer pelo arquivamento e o próprio colegiado os encerrou.