Apenas sete ministros para uma história escandalosa

O caso do Fundef, que relatamos aqui, pode não ser chamativo como a roubalheira do petrolão e adjacências, mas é igualmente escandaloso.

Na sexta-feira, ao julgar o mérito do caso, o STF foi favorável a ações judiciais que, a depender do cálculo, vão onerar a União em até 91 bilhões de reais, proporcionando honorários advocatícios de 18 bilhões de reais.

Como o Supremo julgou o mérito de um caso que pode causar uma dos maiores rombos públicos da história do país? Em pauta única, mas com apenas sete ministros no plenário (o placar final foi de 5×2).

Jamais se saberá qual seria o resultado com os onze ministros presentes.

Chama a atenção.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler 33 comentários
  1. Vai ver os manés não sabem a diferença entre bilhão e milhão! Só aprenderam o latinório. Umas aulinhas de aritmética não lhes fariam mal.

  2. Maracutaia da grossa com certeza e não tem um “sinistro” do stf para dar uma dica para a sociedade. Que vergonha! Nós estamos fu..dos e sm pagamento.

  3. O STF, com o pior quadro de “empregados públicos” que já se viu, estão prontinhos para dar uma rasteira atrás da outra na população que regiamente lhes paga!
    Não podemos mais continuar com isso.
    A Vergonha Nacional, #STFbolivariano, tem se ser contido JÁ!

  4. Kakay ta contente! Esse é o preço das perdas bilionárias das bancas advocatícias com a prisão em 2 instancia, toma lá dá cá!

  5. Quantos filhos de promotores, juízes e desembargadores estão envolvidos nessa ação?
    A realidade é que não existem escândalos nesse país.
    Tudo ocorre dentro da normalidade.

  6. A coragem com que o jornalista José Nêumanne Pinto conduziu suas intervenções no programa Roda Viva foi exemplar, histórica. Em determinado momento ele disse “eu não acredito na suprema corte”. Nem eu!

  7. Eu acho que essa geração de políticos e juízes do STF vão acabar matando de vez o Brasil.
    O pouco de esperança que tínhamos com a saída da Dilma parece que acabou.
    Congresso corrupto, presidentes e ministros corruptos e STF comparsas dos bandidos.
    Se as FFAAs não acordarem logo não vai sobrar nada desta pobre nação!

  8. Legislam em causa própria, o negócio é o negócio de roubar o Brasil. Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental. Essa é a lição no Brasil, roubar sempre.

  9. STF? Ministros? O que é isso? É aquele negócio que só serve pra liberar aborto, casamento gay e outras ideias bolivaro-globalistas?

  10. 18 BI???!!! Sobra $$$$ pra todo mundo, escritórios de advocacia de “amigos”….. e quem mais???? Já não é mais nem indecente ou imoral essa ou roubalheira do dinheiro do povo brasileiro por agentes públicos e parasitas privados, é Podridão absoluta! PF NELES!!!

  11. Volto a afirmar aqui que, desde 1986, quando a Nova República assumiu a direção do Governo brasileiro, somente um presidente foi correto e honrou o cargo que ocupou, Sr Itamar Franco, os demais não podem ser considerados presidentes da república mas, tão somente, assaltantes da república, juntos com o congresso nacional e o poder judiciário. Alguém tem duvidas sobre isso, se tiver, basta fazer uma retrospectiva dos acontecimentos no período.

  12. É o país dos rombos, da corrupção, da criminalidade e da impunidade.
    O Brasil não é um país viável.
    Os brasileiros de bem tem o sentimento (ou a certeza) que todos os poderes da República têm graves problemas.

  13. Não sei se isso conta, mas os votos favoráveis foram de Roberto Barroso, Rosa Weber, Celso de Mello, Cármen Lúcia e Edson Fachin. Os contrários foram MAM e Fux. Estavam em férias vergonhosas: Gilmar, Lewandowiski e Toffoli.

  14. Como o PF está acabando com as verbas folpudas para a ORCRIM o STF continua seu papel de favorece-los de outra forma, só pode ser isso.

  15. SE O CÁLCULO FOR PELA INFLAÇÃO
    O ROMBO SERÁ MENOR…
    SE PELA SELIC…MAIOR…
    E SERÁ QUE DEVEMOS AGRADECER
    AO ESTÁGIO DA ECONOMIA PARA
    NÃO TERMOS MAIS PREJUÍZOS???

  16. Não é difícil de adivinhar quem não estava, os que mais possuem o … preso.
    Toffoli, Alexandre de Moraes, Gilmar Mendes, Lewandowski.
    Concordo com a frase de que “não de pode apagar uma coisa horrível com uma decisão judicial horrível, contrária às provas e à ordem jurídica”.
    A questão dos honorários é relativa ao contrato firmado com os municípios prejudicados, não decorre de fixação em juízo. Apenas a causa foi ganha em juízo.

  17. ESSE BRAÇO DO CRIME ORGANIZADO (STF) É O PILAR DE TODO O ACHAQUE AOS COFRES PÚBLICOS. ELES ENVERGONHAM O BRASIL!

Os comentários para essa notícia foram encerrados.