Apesar da Lava Jato, o 'rei do ônibus' não perdeu a majestade

Apesar da Lava Jato, o rei do ônibus não perdeu a majestade
Reprodução

O grupo Guanabara, de Jacob Barata Filho, obteve 21% das outorgas para serviço de transporte interestadual de passageiros da Agência Nacional de Transportes Terrestres, entre 2019 e 2020.

Os dados foram levantados junto à ANTT por O Antagonista.

Entre as empresas beneficiadas, estão as empresas Expresso Guanabara S/A, Consórcio Guanabara de Transportes S/A, Consórcio Federal de Transportes, Real Expresso Limitada, e União Transporte Interestadual de Luxo.

De 268 outorgas, as companhias de Barata ficaram com 57.

Barata Filho foi condenado pelo juiz Marcelo Bretas a 28 anos e 8 meses no esquema de corrupção montado por Sergio Cabral e desbaratado pela Lava Jato do Rio.

 

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO