Apoio a Exército no Rio segue majoritário, mas cai dez pontos

O apoio dos moradores da cidade do Rio à presença do Exército em operações nas ruas caiu nos últimos cinco meses, apesar de ainda ser majoritário, informa o Datafolha.

O índice dos que são a favor da convocação dos militares recuou de 76% em março para os atuais 66%. O percentual de contrários, por sua vez, subiu de 20% para 27%.

Antes muito amplo –em outubro, 83% eram favoráveis–, o apoio ao Exército nas ruas do Rio caiu 17 pontos em pouco menos de um ano.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

  1. Correto! Cai não porque desaprovam o Exército mas porque os soldados não possuem respaldo e estão morrendo por causa dessa aberração criada por temer e cretino bolchevique junkman.

Ler mais 28 comentários
  1. Correto! Cai não porque desaprovam o Exército mas porque os soldados não possuem respaldo e estão morrendo por causa dessa aberração criada por temer e cretino bolchevique junkman.

  2. É, esta caindo o apoio ? Então deixa esse povinho ignorante e burro se entender direto com a bandidagem. É isso que eles merecem. Não é a toa que o condenado continua liderando as pesquisas.

  3. A QUEM INTERESSA MANTER O CRIME NO RIO??? Na favela quem não defende o crime vira defunto! Se não fizer o quo o tráfico manda, já sabe que não terá tranquilidade. Isso, os comunistas não assume!!!

  4. A violência, os cartéis de drogas, os abortistas, os comunistas estão nos cercando. O STF legisla em causa do crime. Bolsonaro ė o único que, nesse momento crucial pode virar o jogo. REAJA enquanto dá

  5. E em 30 anos o banditismo se espalhou. O socialismo tomou conta do Brasil. Estamos cercados de lixo. De abortista, sexistas, drogados. É a hora de reagir. Contra o STF meu voto é 17.

  6. A intervenção no RJ tem motivação puramente política. Os militares não têm a opção de recusar a missão e sabem que estão sendo usados. O crime interessa e traz lucro$ à quadrilha que domina a política

  7. O brasileiro de bem não não tem a insistência do povo mal. Não encaramos a situação como guerra, este é o nosso maior problemas, não podemos nos calar. O mal faz muito barulho.

  8. Obvio que o Rio aprova a Intervenção na Segurança pelo Exército. A insegurança mora ao lado. Bastam os marginais tocarem o terror nas comunidades que os fluminenses ficarão enjaulados em suas casas.

  9. Na prefeitura de Siena, Itália, v. vê quadros que refletem o bom e o mau governo. As forças armadas, que não se confundem com a polícia, não podem preencher o vazio gerado pelo caos politico-jurídico.

  10. Temos 13 CANDIDATOS, o meu já escolhi. Olhei o CURRICULUM de cada um deles, SABEMOS que o próximo PRESIDENTE não for GESTOR, é ROÇA, sem EMPREGO. É confiança, escolham seu TROUXA e trilhe o caminho.

  11. O apoio ao Exército caiu graças à imprensa. Plagiando Donald Trump, também acho que a mídia brasileira é a maior inimiga do país. Com o seu poder poderia ajudar a limpar o Brasil, se quisesse.

    1. Censura, meu amigo! E é escancarado.. o post de ontem falando da morte do Frias/Folha de São Paulo foi a mesma coisa.

  12. Exército não é pra isso, nem matar mosquito, vacinação, etc… FA são guardiãs da constituição, estão devendo e muito ao povo. O país está a deriva bandidos no executivo, legislativo, judiciário. E aí

  13. Até os cariocas já viram que isto não passa de uma balela sem efeito REAL duradouro, feita para inglês ver e que mais prejudica as FFAA do que outra coisa. Admira os militares caírem nesta armação.