Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Apontado como operador de esquema no Pará foi candidato a vereador

Apontado pela PF como operador do esquema investigado na Operação SOS, Nicolas André Tsontakis Morais, chegou a registrar sua candidatura a vereador de Peixe-Boi (PA) em 2016, mas desistiu antes da data da votação.

Ele concorreu como André Morais, pelo PRP, hoje Patriotas:

Tsontakis candidato 628x306

Declarou R$ 60 mil em bens: uma casa de R$ 50 mil e uma moto Honda Bros 2013 de R$ 10 mil.

Para a PF, no entanto, o patrimônio de Tsontakis Morais é de R$ 600 milhões, embora os investigadores não descartem a possibilidade de ele ser só um gestor dos bens, e não o proprietário.

De acordo com as investigações da PF na Operação SOS, o ex-candidato era o “elo” entre integrantes do governo do Pará, chefiados pelo governador Hélder Barbalho, e os empresários ligados às organizações sociais contratadas para fazer a gestão de hospitais públicos.

Segundo a PF, foram encontrados indícios de desvios em 12 contratos, que custaram R$ 1,2 bilhão aos cofres do Pará.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO