Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Após 16 meses, MEC cria comitês de enfrentamento à pandemia

O texto "[i]nstitui Câmaras Técnicas da educação básica para enfrentamento dos impactos da pandemia da Covid-19"
Após 16 meses, MEC cria comitês de enfrentamento à pandemia
Foto: Luis Fortes/MEC

O MEC criou comitês para coordenar os trabalhos de enfrentamento aos impactos da Covid na educação básica. A portaria foi publicada nesta segunda (9) no Diário Oficial, quando a pandemia está prestes a completar oficialmente 17 meses.

O texto "[i]nstitui Câmaras Técnicas da educação básica para enfrentamento dos impactos da pandemia da Covid-19".

Os grupos "atuarão por meio da elaboração e divulgação de relatórios, estudos, pesquisas, materiais de orientação relacionados ao enfrentamento dos impactos da pandemia de Covid-19 e mediante a criação de uma rede de articulação com os sistemas de ensino".

Eles vão realizar reuniões quinzenais, "na primeira e na terceira segundas-feiras de cada mês, das 14h às 16h".

Em 20 de julho, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, falou em rede nacional de TV, "conclamando" pela volta às aulas presenciais, sem anunciar qualquer meta, prazo ou parceria com as secretarias de Educação.

Na semana passada, Ribeiro e seu colega da Saúde, Marcelo Queiroga, assinaram uma portaria sem prazos para o retorno das aulas presenciais nem metas de vacinação para que elas sejam autorizadas. O evento foi transmitido ao vivo pela TV Brasil, mas o texto só foi divulgado no dia seguinte, com a publicação no Diário Oficial.

Na prática, em boa parte do Brasil as aulas já voltaram no sistema híbrido, com a presença de parte dos alunos de cada vez.

Leia também:

Maioria das capitais vai ter formato híbrido de aulas no 2º semestre

Secretário estuda aulas 100% presenciais a partir de setembro em SP

Protocolo de segurança do MEC para volta às aulas nas federais não define data

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO