Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Após aglomerações no 7 de Setembro, setor de eventos reage: "Por que continuamos parados?"

Presidente da Associação Brasileira dos Promotores de Evento (Abrape), Doreni Caramori Júnior, disse que aguarda explicações dos poderes públicos
Após aglomerações no 7 de Setembro, setor de eventos reage: “Por que continuamos parados?”
Foto: Marcos Corrêa/PR

Representantes do setor de eventos, paralisado em razão da pandemia, renovaram a indignação após os atos de 7 de Setembro.

O presidente da Associação Brasileira dos Promotores de Evento (Abrape), Doreni Caramori Júnior, divulgou a seguinte declaração à imprensa:

“Vimos grandes aglomerações de todas as bandeiras ideológicas e nós, que representamos uma cadeia produtiva que emprega mais de seis milhões de pessoas, continuamos sofrendo restrições.”

“Por que só nós continuamos parados, limitados para exercer nossas atividades? É uma resposta que esperamos dos poderes públicos”, acrescentou o empresário e líder da entidade.

Doreni afirmou também que não tem nem como comparar a segurança proporcionada por um evento, que segue todas as normas de segurança sanitária, com as manifestações” de rua.

“Se todas as bandeiras ideológicas se sentem seguras como esse tipo de aglomeração, quais os motivos que impedem a realização de eventos, que são muito mais seguros?”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO