Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Após cobranças, Ivete Sangalo diz que não se sente representada pelo governo Bolsonaro

Após uma publicação sobre as 500 mil mortes por Covid no país, a cantora foi acusada nas redes de não se posicionar politicamente na pandemia
Após cobranças, Ivete Sangalo diz que não se sente representada pelo governo Bolsonaro
Foto: Divulgação

Após ser acusada de não se posicionar politicamente na pandemia, a cantora Ivete Sangalo afirmou hoje que não se sente representada pelo governo Bolsonaro.

“Entendo o quão necessário é nesse momento não estabelecer dúvidas sobre o que acredito. Esse governo que aí está não me representa nem mesmo antes da ideia dele existir. E isso vamos resolver quando unirmos forças nas próximas eleições através do poder do voto”, escreveu, em publicação no Instagram.

No fim de semana, a cantora lamentou nas redes sociais as mais de 500 mil mortes por Covid e disse que a discussão “não é sobre partidos”, mas, sim, “sobre humanidade”. A declaração foi criticada por internautas, que cobraram Ivete.

A atriz Juliana Paes passou por uma situação parecida recentemente. A polêmica ocorreu após ela afirmar que não se identificava com a esquerda ou direita.

Leia mais: O furo de reportagem de O Antagonista sobre a mansão comprada por Flávio Bolsonaro em Brasília é dissecado na edição desta semana da Crusoé
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO