Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Após decisão de Barroso, governo cancela reunião sobre entrada de viajantes

Ministro do STF deu 48 horas para que o Planalto se manifeste sobre passaporte da vacina para quem entra no país; Anvisa recomenda, mas Bolsonaro é contra
Após decisão de Barroso, governo cancela reunião sobre entrada de viajantes
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Após decisão de Luís Roberto Barroso, o governo cancelou a reunião interministerial que deliberaria nesta segunda-feira (6) sobre as recomendações da Anvisa (foto) contra a variante Ômicron do coronavírus.

A razão do cancelamento não foi divulgada, e até o momento não há nova data para a reunião.

Entre as recomendações a serem discutidas estão a adoção do passaporte de vacina para viajantes que entrarem no Brasil e o fechamento de fronteiras para países africanos. Além da Anvisa, os ministérios da Casa Civil, Saúde, Justiça e Infraestrutura participariam do encontro, que estava marcado para as 17h30 no marcado no Palácio do Planalto.

Atendendo a pedido da Rede, o ministro do STF deu prazo de 48 horas para que o governo explique por que não exige a comprovação de vacinação dos viajantes.

Recomendado pela vigilância sanitária, o  passaporte de vacina esbarra na resistência de Jair Bolsonaro. No domingo (5), o presidente afirmou que proporia uma MP ao Congresso definindo que apenas o governo pudesse decidir sobre a obrigatoriedade.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....