Após liminar de Kassio, Barroso paralisa posse com base em mudança na Lei da Ficha Limpa

Após liminar de Kassio, Barroso paralisa posse com base em mudança na Lei da Ficha Limpa
Foto: Carlos Moura/SCO/STF

O ministro Luís Roberto Barroso, presidente do TSE, decidiu paralisar a posse de políticos que tentam liberar o registro de sua candidatura com base na decisão de Kassio Nunes Marques sobre a Lei da Ficha Limpa.

A decisão foi tomada no caso de um candidato a prefeito de Pinhalzinho, no interior de São Paulo, que teve o registro indeferido por ainda estar dentro do prazo de inelegibilidade previsto em lei.

Barroso manteve o impedimento de sua candidatura até uma nova manifestação do STF sobre o assunto.

Ao menos cinco candidatos já acionaram o TSE para conseguir ser diplomados e assumir o cargo, em janeiro de 2021, com base na liminar de Kassio Nunes Marques, o Nosso Kassio, que esvaziou a Lei da Ficha Limpa.

Leia mais: Como se articulam advogados criminalistas e filhos de ministros de tribunais superiores alvos de investigações para blindar-se na Justiça.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO