Após mais de um mês, Saúde diz que aceita dinheiro recuperado pela Lava Jato

Após mais de um mês, Saúde diz que aceita dinheiro recuperado pela Lava Jato
CURITIBA,PR,13.05.2019:CONGRESSO-MACROCRIMINALIDADE-COMBATE-CORRUPÇÃO - A juíza Federal Gabriela Hardt durante Congresso Nacional sobre Macrocriminalidade e Combate à Corrupção no Teatro Positivo em Curitiba (PR), nesta segunda-feira (13). (Foto: Eduardo Matysiak/Futura Press/Folhapress)

O Ministério da Saúde informou nesta terça-feira (7), por meio de nota, que aceitou a doação de recursos recuperados pela força-tarefa da Lava Jato em Curitiba para combater o coronavírus, informa o G1.

O dinheiro, que pode chegar a R$ 508 milhões, vem de multas pagas por empresas que fecharam acordos de leniência com a operação.

“A pasta já iniciou o processo interno no âmbito do governo federal para operacionalizar o recebimento do recurso. Assim, o Ministério da Economia criará um código de receita para contabilização e monitoramento da doação”, diz a nota do Ministério da Saúde, que agradece à força-tarefa pela oferta.

Reportagem do Jornal Nacional informou nesta segunda (6) que a oferta dos recursos havia sido feita pela juíza Gabriela Hardt em 21 de maio, num ofício à Casa Civil de Braga Netto.  Até ontem, não havia resposta.

Leia mais: O combate à corrupção parece estar sob ameaça mais uma vez no Brasil. Clique aqui para ler na íntegra
Mais notícias
TOPO