Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Após mensagens reveladas por O Antagonista, CPI vai focar no reverendo Amilton

O depoimento do religioso está marcado para a próxima quarta-feira, mas ele apresentou um atestado médico para não comparecer à comissão
Após mensagens reveladas por O Antagonista, CPI vai focar no reverendo Amilton
Reprodução/redes sociais

Os integrantes da CPI da Covid pretendem intensificar as investigações relacionadas às ações do reverendo Amilton de Paula Gomes, após a revelação de O Antagonista de que ele pode ter tratado pessoalmente com Jair Bolsonaro sobre as negociações para a compra das vacinas da Astrazeneca oferecidas por Luiz Paulo Dominguetti.

Nas mensagens que estão no celular apreendido pela CPI da Covid, como este site noticiou em primeira mão ontem, o policial militar citou participação do próprio presidente da República nas tratativas entre o Ministério da Saúde e a Senah, entidade comandada por Amilton que supostamente teria 400 milhões de doses de vacinas à disposição para o governo federal.

“Eu sou muito cauteloso, porque essa questão da Davati parece um filme, né? Uma pessoa que vai num restaurante, oferece 400 milhões de doses. Aí tem um reverendo envolvido, envolve o nome da primeira-dama. Nós temos que ter muito cuidado e cautela em relação a isso. Eu sei muito bem que tem pessoas que mostram uma intimidade que nunca tiveram, né? Principalmente para se dar bem. Para dizer: ‘olha, fui eu; olha, eu sou forte, eu me dou bem com a família e tal’. Então, essa é uma questão muito séria”, disse há pouco o presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM).

O reverendo Amilton tem depoimento marcado para a próxima quarta-feira. Entretanto, ele apresentou um atestado médico para não comparecer à sessão. Hoje, às 15h, está agendada uma perícia médica com o religioso. Somente depois disso é que o presidente da CPI vai decidir se reagenda ou não o depoimento.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....