Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Após motociata, Bolsonaro defende cloroquina e estudo para desobrigar máscaras

O presidente também atacou a política de isolamento imposta por governadores e prefeitos para conter a pandemia
Após motociata, Bolsonaro defende cloroquina e estudo para desobrigar máscaras
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Em discurso no alto de um carro de som, na praça do Monumento às Bandeiras, em São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro voltou a defender o “tratamento precoce” contra a Covid e atacou a política de isolamento imposta por governadores e prefeitos para conter a pandemia.

Brasil na verdade tem um dos índices mais baixos de mortes por Covid graças ao tratamento precoce (…) Eu tomei cloroquina e no dia seguinte estava curado. A cloroquina é uma solução barata, por isso ninguém fala dela”, afirmou. 

O presidente também voltou a defender um estudo para desobrigar o uso de máscaras. 

Eu agora propus, há dois dias, para o ministro da Saúde que estude a possibilidade, levando-se em conta a ciência, se podemos ou não sugerir a não obrigatoriedade de máscara para quem já contraiu o vírus ou para quem já foi vacinado. Quem porventura for contra essa proposta, de não obrigatoriedade para quem já foi vacinado, é porque não acredita na ciência. O vacinado não tem como transmitir o vírus.”

Embora eficazes, as vacinas contra a Covid não impedem necessariamente que uma pessoa imunizada transmita o vírus.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO