Após operação da PF, TJ da Bahia tem eleição incerta

Telegram

Com o atual presidente da corte, Gesivaldo Britto, e outros cinco magistrados afastados do cargo após a Polícia Federal realizar a Operação Faroeste, a eleição para a escolha do novo presidente do Tribunal de Justiça da Bahia segue indefinido.

A eleição que estava marcada para ocorrer na quarta-feira que vem foi adiada.

Leia na Crusoé a íntegra da nota:

O APERITIVO DA LAVA TOGA. Leia mais

Alvo de operação, TJ da Bahia tem eleição incerta

Comentários

  • Elisabete -

    O povo não entendeu que não deve reeleger ninguém. Eles se apropriam do poder e se acham os donos do Brasil.

  • Nelson -

    Quéquéisso? "Gesivaldo"? Paletó xadrez? Juiz? Hilário... êta Bahia divertida...

  • JONE -

    Lugar de ladrão é na cadeia, ou deveria ser, não tivéssemos esse STF vergonhoso.

Ler 30 comentários