Após PEC Emergencial, Pacheco defende programa de renda mínima

Após PEC Emergencial, Pacheco defende programa de renda mínima
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Em entrevista coletiva realizada no início da tarde desta quinta-feira (4), o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), defendeu a instituição de um programa de renda mínima até o Brasil ter uma “retomada plena” da economia.

“Uma vez aprovada a PEC Emergencial, agora temos que começar a discutir, de forma firme e segura, a possibilidade de perenização de um programa social no Brasil de renda mínima, de renda cidadã, que possa dar dignidade a essa camada social que precisará desse alento do estado até que nós possamos ter uma recuperação plena da economia para gerar emprego”, disse Pacheco.

Hoje, o Senado aprovou a PEC Emergencial. A Proposta de Emenda Constitucional condiciona a concessão do auxílio emergencial a medidas de ajuste fiscal.

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que não tem medo de apontar os verdadeiros culpados pelas mazelas brasileiras.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO