Após polêmica, Secom retira de site foto de militantes pró-Bolsonaro

O governo federal retirou de um de seus sites, brasil.gov.br, uma foto de militantes favoráveis a Jair Bolsonaro que servia como plano de fundo da página, informa o UOL.

Para advogados, a promoção do nome de Bolsonaro numa página do governo poderia violar o artigo 37 da Constituição, segundo o qual a administração pública deve obedecer ao princípio da impessoalidade.

A Secom (Secretaria de Comunicação da Presidência), comandada pelo publicitário Floriano Amorim, informou ao site que houve “uma falha técnica que já foi revista”.

Agora, o fundo da página é uma bandeira do Brasil.

O último golpe de Eunício Oliveira. No seu bolso. Leia mais

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Pedro disse:

    Olhe só o profissionalismo dessa gurizada. Falta contratar uma babá para essa creche.

Ler comentários
  1. Ricardo disse:

    Isso ai, eh os cara tentando manter a boquinha !!!

  2. PoisÉ!!!!!!! disse:

    Parece que a faxina não foi muito bem feita, né?

  3. Gabriel disse:

    Só notícia ruim hoje, em? Haja coração.

  4. Adélia disse:

    Quanta bobagem, perda de tempo. A imprensa nunca se importou com essas coisas, uma perseguição inusitada. Alô! Bolsonaro, solta os cachorros nesses penas de aluguel.

  5. Lordh disse:

    Muitas falhas ultimamente. Tá na hora de começar a trabalhar e lançar medidas que criem empregos, melhorem a segurança, saúde, educação, etc

  6. roberto disse:

    Governo que se preza dispensa auto-promoção. Tem que ser ativo e discreto e a população tem que sentir no dia a dia seus feitos e efeitos. Acabem com essa gastança inútil.

  7. Silvando disse:

    Aprimorar sempre, se houver erro por algum motivo ou descuido; eles devem ser sanadas com rapidez; assim que descobertos; o que não pode é cometer erros e persistir neles.

  8. Presidente-XVII disse:

    Poeisso que Jair Bolsonaro não deve abandonar o twitter pessoal. Lá ele pode ser pessoal até umas horas. Redes sociais pessoais são diferentes das redes sociais institucionais.

  9. Mauricio disse:

    Ah! Do PT pode pois é do partido , né?

  10. Vitória disse:

    Agora, eles vão falar que a bandeira do Brasil é propaganda do Bolsonaro!!!rsrsrsrsrs.....

  11. Juliano disse:

    Olha os infiltrados jogando contra. De olho nessa secom aí Bolsonaro, como é que os caras não sabem de uma coisa trivial dessas...

  12. ISMAELINO disse:

    Ai, ai. Agora o presidente vai ficar sem rosto na mídia oficial do Planalto? Mas era só o que faltava! Se formos pegar corda da mídia derrotada iremos à loucura!

  13. Roberto disse:

    Quanta gente burra num único local! É uma verdadeira Bozolândia! Cade aquele ANTAgonia revoltado? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Deve esta querendo a fatia que vai sair da GLOBOSTA kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  14. Amok disse:

    Tá certo. Tão ruim quanto às almofadinhas com a cara do Lula no escritório da presidência em SP. A Secom serve a presidência, não o presidente

  15. Thiago disse:

    Era esse o plano de privatização? Fazer arruaça e proselitismo com as páginas oficiais? ALGUÈM JA FOI DEMITIDO?

    1. Privatizar em uma semana débil mental?Me ajuda ai o mané!