Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Chamada de "genocida", Claudia Leitte diz ser alvo de "críticas seletivas"

Cantora afirma que protocolos sanitários estabelecidos pelo governo paulista foram seguidos durante show e que outros eventos estão sendo realizados no país
Chamada de “genocida”, Claudia Leitte diz ser alvo de “críticas seletivas”
Reprodução/Instagram/Claudia Leitte

Após ser ser chamada de genocida” por se apresentar em um evento em São Paulo, a cantora Claudia Leitte (foto) se defendeu e afirmou, em nota enviada ao Metrópoles, que o show em formato trio elétrico respeitou “todas as normas de saúde impostas pelo Governo do Estado de São Paulo”. 

Ela também disse que “só era possível entrar no local comprovando a vacinação completa da Covid-19 e, além disso, o evento foi feito com capacidade reduzida, com apenas 3 mil pessoas”. 

O documento ainda menciona que outros shows e eventos estão sendo realizado durante a pandemia e que a cantora foi alvo de críticas seletivas”

“É válido mencionar que assim como o show de Claudia, outros tantos vêm acontecendo no Brasil e não foram criticados ou colocados em xeque em relação aos cuidados com a saúde do público. E não só shows, como também rodeios e estádios de futebol. […] Cabe apenas refletir sobre essas críticas seletivas e aos ataques, totalmente inconcebíveis e desrespeitosos com a artista.” 

O show foi realizado nesse domingo (28) no estacionamento do Espaço das Américas, na capital paulista. Fotos e vídeos do evento mostram que quase ninguém na multidão de espectadores estava de máscara.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....