Aprovado para o TCU, Jorge Oliveira só deve sair do Planalto no fim do ano

Com o nome aprovado para o TCU, Jorge Oliveira só deve deixar a Secretaria-Geral da Presidência no fim do ano.

Jorginho tomará posse na Corte de Contas no ano que vem. Ele ocupará o lugar de José Múcio Monteiro, que se aposenta em 31 de dezembro

Neste tempo, Oliveira está incumbido de preparar a transição de seus cargos — o ministro acumula o cargo de titular da Secretaria-Geral da Presidência e subchefe para Assuntos Jurídicos (SAJ).

Como mostramos, as funções serão divididas entre duas pessoas. O almirante Flávio Rocha, secretário de Assuntos Estratégicos, deve assumir a Secretaria-Geral.

Para a SAJ, Bolsonaro avalia o nome de seu chefe de gabinete, Pedro Cesar de Sousa, amigo próximo de Jorginho e pessoa de confiança do presidente. Outro cotado é Célio Faria Júnior, chefe da assessoria especial da Presidência.

Leia mais: Marco Aurélio e o caso André do Rap: confira os desdobramentos com informações exclusivas
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 5 comentários
TOPO