"Aqueles que atacarem o partido, obviamente, estarão sujeitos a algum tipo de punição"

Telegram

O deputado Júnior Bozzela, do PSL de São Paulo, defendeu as punições a integrantes considerados infiéis.

Ele disse a Gerson Camarotti, no G1:

“Aqueles que atacarem o partido, obviamente, estarão sujeitos a algum tipo de punição. […] O partido é sério, é uma instituição e tem regra. Então, aquele que descumprir e atacar a imagem da instituição, automaticamente sofrerá algum tipo de punição, com certeza.”

Exclusivo: os pagamentos de bancos e outros gigantes a Lula e a campanhas do PT, segundo Palocci. CONFIRA

Comentários

  • Presidente-XVII -

    Esse daí é mais um nanico eleitoral. O PSL precisa de Jair Bolsonaro pra segurar os filiados eleitos, e não eleitos. Sem JB, o PSL não sobrevive a 2020 e 2022, quando o capitão se reeleger.

  • Ronald -

    Coitados, não são nada sem o Bolsonaro. Todos que foram eleitos na onda dele aproveitem porque não vão se reeleger....

  • Lúcia -

    Partido político é mais um curral ditatorial da orcrim institucionalizada. Sempre ficará contra os anseios do povo.

Ler 10 comentários