Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Aras abre apuração preliminar sobre FIB Bank

O procurador-Geral da República informou à CPI da Covid que determinou a instauração da investigação sobre a fiadora do contrato da Precisa
Aras abre apuração preliminar sobre FIB Bank
Foto: CNMP, Divulgação

O PGR, Augusto Aras, informou à CPI da Covid que abriu uma apuração preliminar sobre a atuação da FIB Bank, diz a Crusoé. A empresa atuou, de forma irregular, como garantidora do contrato entre a Precisa Medicamentos e o Ministério da Saúde para a compra da Covaxin.

Segundo os senadores, a FIB Bank ofereceu uma garantia fria no contrato.

“Foram expedidos ofícios à Controladoria-Geral da União, ao Tribunal de Contas da União, à Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, à Advocacia-Geral da União e ao Banco Central, visando subsidiar eventual instauração de inquérito, disse Aras à CPI.

A CPI aprovou o pedido de investigação endereçado à PGR em 14 de setembro. O requerimento, de autoria dos senadores petistas Humberto Costa e Rogério Carvalho, afirma que a FIB Bank foi aberta por trabalhadores rurais do interior de Alagoas, “utilizados como laranjas”, e tem um capital social fictício.

Leia mais aqui.

Mais notícias
TOPO