ACESSE

Aras pede ao Supremo análise das mensagens de Moro

Telegram

Outra providência pedida por Augusto Aras a Celso de Mello, no inquérito sobre a suposta ingerência de Jair Bolsonaro na Polícia Federal, é uma perícia no celular de Sergio Moro.

No sábado, o ex-ministro disponibilizou o aparelho durante seu depoimento para que fossem copiadas mensagens de texto e áudio, imagens e vídeos.

Agora, Aras quer que o material seja seja submetido ao Setor Técnico-Científico da Polícia Federal, para que seja elaborado um relatório com a análise do material.

No pedido, o procurador-geral sublinha que deverá ser “observada a cadeia de custódia”, ou seja, procedimentos que garantam a integridade e atestem a autenticidade das mensagens captadas.

Após sua demissão, no fim de abril, Moro mostrou ao Jornal Nacional mensagens trocadas com Bolsonaro e com Carla Zambelli. No depoimento, ele entregou as conversas mantidas também com outros ministros do Planalto nos 15 dias anteriores à demissão.

Aras quer ouvir generais do Planalto no inquérito sobre Bolsonaro

Aras quer vídeo de reunião de Bolsonaro com Moro e ministros

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 27 comentários