ACESSE

Aras se manifesta pela rejeição de queixa de Dilma contra Bolsonaro

Telegram

Augusto Aras se manifestou pela rejeição de uma queixa-crime apresentada por Dilma Rousseff contra Jair Bolsonaro.

A ex-presidente petista ofereceu a queixa ao STF em razão de uma postagem do presidente no Twitter, em agosto de 2019. Em vídeo publicado em sua rede social, Bolsonaro reproduziu uma fala na Câmara dos Deputados, em 2014, na qual o então parlamentar compara Dilma a uma “cafetina”.

Para Aras, o comentário de Bolsonaro não teria relação com o mandato presidencial e ele não poderia “ser responsabilizado por atos estranhos ao exercício de suas funções.”

“A conduta atribuída ao querelado configura, em tese, crime comum e que não guarda relação com o desempenho do mandato presidencial, inexistindo, assim, nexo funcional”, afirma Aras em sua manifestação endereçada a Rosa Weber.

Leia mais: Por que eles saem da crise ganhando

Comentários

  • Paulo -

    Decisão perfeita, irretocável juridicamente. BOLSONARO 38, hoje e em 2022 também

  • Vera -

    Essa terrorista não tem o quê fazer, aliás todos da sua laia !Só querem confusão, procuram de todas as formas instalar o caos e infernizar o país até conseguirem TOMAR o poder! São discípulos do Demi

  • Luiz -

    Meu, olha só as matérias que são direcionados ao Supremo. É que nível de presidentes, hein!

Ler 39 comentários