Aras vê irregularidades em penduricalhos de até R$ 100 mil no TJ-SP

Augusto Aras viu possíveis irregularidades nos prêmios de até R$ 100 mil a desembargadores do TJ-SP que julgassem processos atrasados.

Em ação direta de inconstitucionalidade, o procurador-geral da República diz ao STF que a classificação dos benefícios como verba indenizatória possibilita o pagamento de valores que ultrapassam o teto constitucional.

Como revelamos, o tribunal criou 19 câmaras extraordinárias, com duração de um ano, para dar conta dos 126 mil processos que tem pendentes de julgamento há mais de 100 dias.

O tema será apreciado pelo STF.

Leia mais: Combo O Antagonista e Crusoé: comece a ler por apenas R$ 1,90/mês
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 32 comentários
TOPO