Argentina: 35 milhões de dólares em propina

O documento do Departamento de Justiça americano indica o pagamento de US$ 35 milhões em propinas a políticos na Argentina. Embora não cite nomes, a Lava Jato já sabe há tempos – antes da delação – que se trata de Ricardo Jaime, ex-secretário de Transportes de Nestor e Cristina Kirchner.

Ele foi preso em abril.

Faça o primeiro comentário