Arma de eleitor era falsa, diz PF

Telegram

A Polícia Federal informou que localizou o eleitor que postou vídeo nas redes sociais votando em Jair Bolsonaro com uma arma.

Os investigadores descobriram tratar-se de uma arma falsa.

O cidadão responderá pelo crime de violação de sigilo.

Você precisa redobrar a atenção no 2º turno. Entenda por que clicando AQUI

“A gente tem como chegar, é preciso que o cidadão saiba que os atos no mundo virtual também têm consequências e, se for crime, o autor da postagem será identificado. Ninguém é anônimo na rede”, afirmou o delegado Guilherme Torres, da Diretoria de Inteligência Policial da PF, segundo registro do Estadão.

Comentários

  • Ezenildo -

    kkkkkk, Para saber se há ou não um mandante no atentado ao Bolsonaro a PF anda lenta, mas para puni um cidadão comum que fez uma brincadeira ela extremamente ágil. Triste Brasil com essa OCRIM.

  • DeprêRio -

    Combater o narcotráfico e a entrada de armas no País deveria ser mais importante, não Sr Delegado? Se a inteligência fosse tão eficiente quanto para pegar um caso desse, estaríamos muito melhor.

  • Edu -

    Como "crime de violação de sigilo" se várias pessoas, entre autoridades, políticos e artistas, declaram seus votos publicamente na imprensa falada e escrita e nas redes sociais?

Ler 103 comentários