“Arqueiro inconsequente”

Em seu depoimento na CPMI da JBS, Ângelo Goulart Villela chama Rodrigo Janot de “arqueiro inconsequente”.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. E cá estamos nós novamente batendo no lado dos mocinhos… é incrível como nós, brasileiros, temos a facilidade de inverter as coisas…pau no Janot!!!… deixem de lado essa corja de bandidos que aparelhou o estado brasileiro em todos os níveis…ruim é o Janot porque fez isso, aquilo, mimimi…..
    Vamos acordar e nos unir contra o lado ruim???
    Que tal???

    1. A quadrilha tinha uma presidenta e um vice, o vice ficava com a parte menor do roubo, quando teve a chance empurrou a presidenta dos ladrões morro abaixo, ficando agora com a parte maior. Os derrubados decidiram se vingar do Vice, derrubaram o avião do STF, colocaram um ex advogado no lugar, que ia a todo lado com a JBS, gravaram o vice e seu amigo, com assessoria do procurador, para que o delator ficasse livre leve e solto, pagariam 27 milhões para o procurador, 2 bi para o delator. Por um detalhe esqueceram de apagar as outras gravações e o plano foi revelado.

Ler mais 7 comentários
  1. E cá estamos nós novamente batendo no lado dos mocinhos… é incrível como nós, brasileiros, temos a facilidade de inverter as coisas…pau no Janot!!!… deixem de lado essa corja de bandidos que aparelhou o estado brasileiro em todos os níveis…ruim é o Janot porque fez isso, aquilo, mimimi…..
    Vamos acordar e nos unir contra o lado ruim???
    Que tal???

    1. A quadrilha tinha uma presidenta e um vice, o vice ficava com a parte menor do roubo, quando teve a chance empurrou a presidenta dos ladrões morro abaixo, ficando agora com a parte maior. Os derrubados decidiram se vingar do Vice, derrubaram o avião do STF, colocaram um ex advogado no lugar, que ia a todo lado com a JBS, gravaram o vice e seu amigo, com assessoria do procurador, para que o delator ficasse livre leve e solto, pagariam 27 milhões para o procurador, 2 bi para o delator. Por um detalhe esqueceram de apagar as outras gravações e o plano foi revelado.