ACESSE

Arquivamento de ofício

Telegram

Na sexta-feira, Gilmar Mendes enterrou os inquéritos de Aécio Neves (Furnas) e dos irmãos Jorge e Tião Viana (Odebrecht). Hoje, Dias Toffoli fez o mesmo com Bruno Araújo.

O argumento em todos os casos é de que o inquérito estava demorando muito.

No caso de Neves e dos Viana, o ministro rejeitou pedido da PGR para envio dos autos à primeira instância – onde as investigações deveriam prosseguir, uma vez que os crimes não estão prescritos.

 

Comentários

  • BARBARA -

    Que vergonha STF!!

  • Cidadã -

    Os outros também desmoralizam. Uns pecam por ação, outros, por omissão. No fim, são todos prevaricadores.

  • Luciano -

    Mas o STF não tem essa prerrogativa de ignorar um Processo Criminal em curso. Então já assumiram que estamos dentro de uma Ditadura Judiciária? E vai ficar assim mesmo?

Ler 38 comentários