ACESSE

As "diligências sigilosas" do inquérito de Toffoli

Telegram

O inquérito secreto aberto por Dias Toffoli, que resultou na censura à Crusoé, continua realizando “diligências sigilosas”.

Diz Josias de Souza:

“A CPI das Fake News solicitou ao Supremo o compartilhamento dos dados recolhidos na investigação. Relator do caso, o ministro Alexandre de Moraes negou o pedido. Datada de 28 de novembro, a resposta de Moraes chegou à comissão nesta quinta-feira. ‘O referido inquérito ainda aguarda a conclusão de diligências sigilosas’, anotou Alexandre de Moraes no ofício enviado à CPI.”

A insurreição contra a tentativa no STF de parar a Lava Jato. Mais aqui

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 11 comentários