ACESSE

"As Forças Armadas não participam nem se confundem com governos", diz Santos Cruz

Telegram

“Na cultura militar, não há propaganda nem discussão política sobre preferência de candidatos e partidos dentro dos quartéis”, diz o general Santos Cruz.

“Quando o cidadão coloca a farda e representa a instituição, ele tem compromisso institucional e constitucional. Seu compromisso é com a Nação. As Forças Armadas são instituições permanentes do Estado brasileiro e não participam nem se confundem com governos, que são passageiros, com projetos de poder, com disputas partidárias, com discussões e disputas entre Poderes ou autoridades, que, naturalmente, buscam definir seus espaços e limites (…).

As Forças Armadas, por serem instituições de Estado, não devem fazer parte da dinâmica de assuntos de rotina política. A dinâmica de governo não é compatível com as características da vida militar. Os militares são unidos, os comandantes são preparados, esclarecidos e mantêm o foco na sua missão constitucional. As Forças Armadas são instituições que não participam de disputas partidárias, de assuntos de rotina de governo, de assuntos do ‘varejo’”.

Leia também: EXCLUSIVO: MORO ATACA

Comentários

  • Orlando -

    General, general, saiba que sua dignidade, que seu caráter são superiores aos dos seus pares, daí eu pensar que suas colocações não têm sentido.

  • Nina -

    É o que a gente espera. Mas o Ministro da Defesa não nos tranquiliza de jeito nenhum.

  • Ibe -

    A meu ver, a permanência de militares neste governo prejudica e muito a imagem das FA e aniquila as esperanças daqueles que viam nesta instituição nossa solução.

Ler 41 comentários