As promessas do futuro AGU

Luis Carlos Alves Martins, cotado para assumir a AGU no governo Michel Temer, participou hoje de um almoço com representantes da categoria.

Já falando como AGU, Martins prometeu liberar o exercício da advocacia privada e regulamentar o pagamento de honorários em ações da União.

A AGU vai virar um balcão de negócios semelhante ao Carf.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Este dinheiro deve ficar sob os cuidados do Juiz Sergio Moro. Não confio em nenhuma outra autoridade para ter certeza de que não será desviado. Isso me faz pensar…quando não se confio mais em ninguém(o juiz Moro seria a exceção) é que algo muito ruim, quase trágico, aconteceu com o País.

Ler mais 29 comentários
  1. Este dinheiro deve ficar sob os cuidados do Juiz Sergio Moro. Não confio em nenhuma outra autoridade para ter certeza de que não será desviado. Isso me faz pensar…quando não se confio mais em ninguém(o juiz Moro seria a exceção) é que algo muito ruim, quase trágico, aconteceu com o País.

  2. Com a caridade prevista na Lei 12.846 de 01/08/2013 e MP 73/2015 de 18/12/2015, é uma grande negócio para as grandes empresas. Parabéns Andrade Gutierrez, R$ 1 bilhão em 8 anos, que pechincha, e estará perdoará pelos outros crimes anteriormente cometidos, é um negócio da China. Usar seu tamanho, número de empregados e importante obras para continuar a agir como se nada fosse, é como um assassino “famoso” matar várias pessoas e pagar apenas pelo seu último assassinato e ser perdoado por todos os outros anteriores. Parabéns!!!!!!

  3. Parabéns Juiz Sérgio Moro, herói nacional Parabéns Andrade Gutierrez, por reconhecer seus crimes e indenizar a população brasileira para reparar os seus erros Com essa atitude, demonstra que quer mudar sua postura e a sua prática Que sirv de exemplo para os outros empresários Nem sempre o caminho mais fácil é o correto Mas estamos de olho, a nossa sociedade não tolera mais essa relação espúria entre empresários e governantes Vai demorar décadas para o mal que o Nazi-Petismo fez com o Brasil seja corrigido Mas não podemos perder a ESPERANÇA de que é possível fazer diferent

  4. Boa, paga a indenização e entrega todo mundo. Não dá pra simplesmente extinguir a empresa. A empresa é uma das maiores do brasil, paga altos impostos, gera muito emprego e tem uma capacidade técnica invejável.

  5. Pelo tamanho do estrago, pela gravidade dos atos, está saindo muito barato para os envolvidos. Não vamos esquecer q o problema maior – embora já esse gigantesco – não foi a corrupção, o dinheiro desviado, mas sim o objetivo final disso q sempre foi a comunização do país a despeito da vontade de sua população. O Brasil não está destruído apenas economicamente, suas instituições foram aparelhadas assim como a educação, a cultura e a imprensa. O país foi arrasado como um todo.

  6. Esse é o caminho certo, o pedido de desculpas e a multa correspondente, traz de volta a empresa ao mercado de trabalho, agora ciente de que a trajetória e a lisura, tanto de lá como de cá, são os princípios corretos.

  7. Há um consenso de mudar a regra do jogo das empresas com o poder público. Muita coisa ainda por vir. Uma boa entrevista faz uma síntese pragmática sobre as mudanças pós-Dilma que deveriam ser feitas. veja.abril.com.br/multimidia/video/temer-deve-priorizar-medidas-de-alto-impacto-e-baixo-custo-politico

  8. A mídia PTralha diz que Temer está com muita dificuldade em montar seu ministério. Mas é lógico, ao contrário do PT, ele não vai fazer o mesmo e sair enfiando qualquer corrupto. Ele está peneirando…

  9. Taaaaaalvez, 1 bilhão corresponda ao valor das propinas. Quanto aos valores superfaturados, é ruim que é só isso. Só pra prevenir, que se desqualifique da participação de licitações. O resto é jogo de cena.

  10. 1 bilhão de volta para o SUS. Se não fosse a Lava jato o Delcídio seria o líder da Dilma no senado, o Vaccari tesoureiro do Pt, o Jararaca ainda era o Lula etc…Viva a turma da Lava Jato que salvou o País da direita ou da esquerda?