As razões para o aumento da fila do INSS, segundo o governo

Em coletiva, o Ministério da Economia tentou esclarecer por que a fila do INSS tem 1,3 milhão de pedidos aguardando definição há mais de 45 dias, prazo máximo de análise definido por lei.

Segundo Rogério Marinho, são diversas as razões. Uma delas é o aumento no número de processos abertos após a criação do INSS Digital. Outra, o aumento da demanda pelo INSS com a aprovação da reforma da Previdência.

Marinho ainda destacou que o número de funcionários caiu de 31 mil para 23 mil no decorrer de 2019, por causa da aposentadoria dos servidores.

Duas investigações em andamento podem tirar Renan Calheiros da zona de conforto. CONFIRA

A produtividade das agências, ressalta Marinho, passou a ser maior do que o número de pedidos abertos a partir daquele mês, o que fez reduzir a fila (confira quadro abaixo).

O presidente do INSS, Renato Vieira, afirmou que o “passivo foi gerado em 2018 e início de 2019”.

“Até meados do ano passado, o estoque vinha crescendo. Houve picos de processos aguardando análise em julho, mas ele segue caindo (…). Mesmo tendo havido muito mais requerimentos em 2019, o segundo semestre conseguiu passar a suportar.”

Como mostramos, o governo vai editar um decreto nos próximos dias para recrutar 7 mil militares da reserva para o INSS. O objetivo é reduzir a fila de atendimento e, até outubro deste ano, equalizar o número de processos abertos com a quantidade de despachos no mês.

 

Comentários

  • Ruy -

    A "explicação" não passa de demonstração do que aconteceu. O que se espera é uma justificativa e providências para a má gestão.

  • ANTONIO -

    Rogério Marinho é um profissional espetacular nos quadros do governo. Chega de ineficiência do INSS! Mas parece que alguns c.analhas só "perceberam" isso após 2019, né?!

  • Roberto -

    Bolsonaro, que sempre foi contra a reforma da previdência, transformou a previdência em um "privilétgio". Logo ele, que se aposentou aos 33 anos do exército, e ganhou outra como deputado.

Ler 43 comentários