ACESSE

As redes sociais viraram

Telegram

A base de apoio a Jair Bolsonaro nas redes sociais derreteu nos últimos dias.

“Segundo o monitoramento da FGV, de 12,5 milhões de postagens no Twitter, o eixo de apoio a Bolsonaro, que antes dos protestos reunia 12% das interações, caiu para 6,5% de participação até quarta-feira”, disse a BBC.

Leia também: Coronavírus: informação é (ainda) mais importante na guerra.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 370 comentários