Assessor de Bolsonaro diz à PF que repassa vídeos do presidente a canal bolsonarista

Em depoimento à Polícia Federal, Tércio Arnaud Thomaz, assessor especial de Jair Bolsonaro e um dos jovens recrutados por Carlos Bolsonaro para compor o chamado “gabinete do ódio”, declarou que repassa vídeos do presidente ao canal bolsonarista “Foco do Brasil”, diz o Estadão.

Tércio foi ouvido no inquérito que apura a organização e financiamento dos atos antidemocráticos.

Segundo o assessor, vídeos de participações do presidente em eventos costumavam ser publicados no site da estatal TV Brasil, mas, em razão de problemas técnicos, o conteúdo passou a ser enviado diretamente ao canal bolsonarista.

Ele admitiu ainda ter criado as páginas “Bolsonaro Opressor”, “Bolsonaro Opressor 2.0”, “Bolsonaro News”, “20 Oprimir”, “Extrema Vergonha na cara” e “Nordestinos com Bolsonaro 2018”.

No inquérito também foi ouvido o tenente-coronel do Exército Mauro Cesar Barbosa Cid, ajudante de ordens de Bolsonaro.

Como mostrou a Crusoé, a PF encontrou mensagens de Whatsapp nas quais o blogueiro Allan dos Santos sugere a “necessidade de uma intervenção militar” ao assessor do presidente.

Mais lidas
  1. PDT acusa Bolsonaro de peculato por compra de leite condensado

  2. ENTREVISTA: Wilson Lima diz que Pazuello ajuda a 'agilizar demandas', mas que 'ainda falta oxigênio'

  3. Justiça Federal suspende distribuição da vacina de Oxford em Manaus

  4. Twitter sinaliza post de Onyx Lorenzoni sobre 'tratamento precoce'

  5. Sobra leite condensado, falta transparência do governo

Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 38 comentários
TOPO